Lutar contra os ataques aos trabalhadores, o governo Dilma e a direita.

0
443

Em outubro foram organizadas várias manifestações pelo país. O Outubro de Lutas, onde milhares de trabalhadores, estudantes, e setores populares foram às ruas contra os ataques aos trabalhadores (ajuste fiscal) que o governo Dilma e a direita, estão aplicando. Apesar de Dilma (PT), Cunha, Aécio, Temer, ficarem se bicando na TV, estão juntos quando se trata de ataques aos trabalhadores.

Não existe essa história de golpe. Ao contrário, o PT e Cunha (apoiado por toda a oposição de direita) fizeram um acordão. Cunha não inicia processo de impeachment contra Dilma e o PT impede a cassação de Cunha. Esse discurso é usado pela CUT, CTB, MST, PT e PcdoB, com o objetivo de evitar que os trabalhadores lutem contra os ataques do governo. Mas temos muito pelo que lutar! Esse governo e a direita já restringiram nosso seguro-desemprego, confiscaram o PIS, pioraram as regras da aposentadoria e aprovaram um plano de proteção dos empresários (PPE). Esse plano joga a CLT no lixo porque permite que o “negociado prevaleça sobre o legislado”. Significa acordos por fora das convenções para reduzir a jornada com redução do salário.

Só em setembro foram extintos 95,6 mil empregos, mais de 10 mil por dia. A previsão é que até 2016, mais de 2 milhões de empregos desapareçam. No Ceará, em agosto, o desemprego atingiu 8%. O caso da Cearense, de tentar demitir 350 rodoviários de uma só vez é um exemplo, que temos muito pelo que lutar. Contra todos os ataque e contra o governo Dilma (PT) e a direita (PSDB, PMDB, DEM, PP,PR, PSC).