Taxa assistencial | Os patrões tem o lado deles, e você?

0
390

Não é de hoje que o Governo e os patrões atentam contra nossa classe atacando os sindicatos dos trabalhadores. Agora, Temer está querendo acabar com o imposto sindical, mas a tentativa da direita e do governo de desmoralizar os sindicatos não está funcionando.

O SINTRO se sustenta através dos trabalhadores sindicalizados, do imposto sindical e, na campanha salarial, a assembleia de abertura da campanha aprova a taxa assistencial para bancar os investimentos na luta por salário.

Já com os empresários, principais financiadores dos políticos, são favorecidos com leis que e até com propina. A prisão de Jacob Barata Filho, dono do Grupo Guanabara e de vários conglomerados de ônibus no início de julho, comprova a mamata entre os sindicatos dos empresários e os políticos.

Por isso é preciso que os trabalhadores saibam qual é o seu lado, que não é o dos políticos e empresários. Apoiar a taxa assistencial é apoiar as lutas dos rodoviários. No caso do SINTRO ainda temos a dívida que as direções passadas, que saquearam o sindicato, deixaram pra entidade.

Com todas as dificuldades de dívidas, a categoria não ser toda sindicalizada e as pressões contra a categoria, tivemos uma campanha salarial vitoriosa! Agora é fortalecer nosso sindicato. A taxa será no mês de Julho e os trabalhadores que não concordarem com o desconto previsto fica assegurado o direito de oposição prévia no sindicato de forma individual entre 29/7 e 17/7 de 2017 que será enviado as empresas para não efetuar o desconto.