Ato Contra as Demissões e em Defesa do Emprego na GM ocupa a Via Dutra com cerca de 2 mil pessoas

0
250
Want create site? With Free visual composer you can do it easy.

Logo no início desta sexta-feira, cerca de 2 mil pessoas se concentraram em frente à General Motors, em São José dos Campos, para o Ato em Defesa do Emprego.

A manifestação que seguiu em passeata até o bairro Jardim Paulista, ocupou a Rodovia Presidente Dutra – entre os quilômetros 145 e 146,5 – com cerca de 2 mil pessoas, que reivindicam a anulação das demissões iniciadas no último sábado (8) e a negociação com o Sindicato dos Metalúrgicos de São José dos Campos, filiado à CSP-Conlutas.

Entre os manifestantes, estiveram presentes trabalhadores, familiares, representantes de diversos sindicatos, centrais sindicais, movimentos sociais e partidos políticos, e vereadores.

“Eu já falei, vou repetir, só para a greve se readmitir” – Assim cantavam os manifestantes em passeata pela Via Dutra. O dirigente da Secretaria Executiva Nacional da CSP-Conlutas, Atnágoras Lopes, fez críticas às manifestações dos próximos dias 16, chamadas pelo PSDB, e 20, chamada pela CUT e PT. “Nem dia 16, nem dia 20. Os trabalhadores têm de construir nas greves e nas lutas uma saída para a crise”.

Por fim, a passeata chegou à Praça da Igreja São Judas Tadeu, no Jardim Paulista, e o presidente do Sindimetal SJC, o Macapá, reforçou que a categoria deve considerar “a responsabilidade de unificar a luta com os trabalhadores das outras montadoras, contra as demissões e retirada de direitos. Vamos dizer não à redução de salários e sim à estabilidade no emprego. Se for pra cortar salário, seja de quem está em Brasília”.

Por volta das 12h, o ato terminou e o Sindicato garante que a luta por empregos continua até que a GM reverta as demissões!

Fonte: CSP-Conlutas

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
COMPARTILHE

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA