Corte de ar-condicionado e meta de óleo, tudo a ver?

Menos da metade dos ônibus circulam com ar-condicionado ligado em Fortaleza! A informação foi dada pela Etufor ao G1 em 17/7. Em agosto, segundo a mesma Etufor, esse número aumentou para 56% da frota operando com ar-condicionado.

Mas mesmo nestes ônibus, a população tem reclamado de desligamento do ar e muitos motoristas têm informado ao SINTRO que o ar não chega até o motorista. O SINTRO investigando com os motoristas, descobriu que nos carros ntigos, de 2015-2019, o ar não funciona bem. Outro fator é a busca das empresas para economizar óleo! Além da pressão que a categoria já sofria para cumprir a meta abusiva de óleo, agora tem que dirigir com um calor insuportável para cumprir metas abusivas. Não aceitamos! Sem condições de trabalho adequadas, nossa categoria adoece. E cresceu muito o número de trabalhadores adoecidos devido a pressão psicológica e também ao assédio.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 6 =