Moradores coletam comida em caminhão de lixo em Fortaleza;

Nesta segunda-feira, 18, viralizou nas redes um vídeo onde um grupo de pessoas procura alimentos dentro de um caminhão de lixo na porta de um supermercado no Bairro Cocó, área nobre de Fortaleza. A cena é de doer no coração e se soma a várias cenas que tem aparecido com pessoas na fila de açougue pedindo osso para sopa ou mesmo em lixões catando resto de alimentos.

A fome e a pobreza aumentou muito na pandemia. Dados indicam que metade da população brasileira passa situação de insegurança alimentar e segundo o G1, 19 milhões de brasileiros passam fome.

No Ceará, cerca de 1 milhão de pessoas vive na extrema pobreza, com renda mensal de até R$ 89, conforme o Ministério da Cidadania. A fome é a marca do chamado Brasil profundo, um país com 14 milhões de desempregados, quase 40% da população economicamente ativa na informalidade e milhares no desalento, ou seja, desistiram de procurar trabalho.

Muito importante todos e todas refletirmos se é esse país que queremos deixar para nossos filhos e netos. O Brasil já foi um país com enorme potencial na economia mundial, havia emprego e direitos sociais, assim como crédito para a classe trabalhadora. Agora voltamos a conviver com a dor da fome, 600 mil mortos, e uma inflação descontrolada. É preciso que a classe trabalhadora dê um basta nisso. E vai ter que ser com muita luta! Só a luta muda a vida!

#QuemTemFomeTemPressa

#Fome #FomeNoBrasil

#FomeNo Ceara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − quinze =